Levei um fora – o que isso quer dizer sobre você e como lidar com rejeição

yesnomaybe

Ser rejeitado dói e isso já foi cientificamente provado. Em sua busca por evolução e sucesso com as mulheres VOCÊ SERÁ REJEITADO não apenas uma, mas muitas vezes.

O que fará a diferença é a maneira como você encara rejeições e é sobre isso que vamos falar.

Rejeição dói

Seu cérebro interpreta rejeição como “dor física”. Vários estudos confirmam esse fato e esse artigo (em inglês) fala sobre 10 pontos interessantes sobre rejeição:

https://www.psychologytoday.com/blog/the-squeaky-wheel/201307/10-surprising-facts-about-rejection

A rejeição dói como uma dor física e pode deixar marcas profundas. Não é por menos que muitas pessoas se fecham e evitam interações sociais ou românticas. Aqui está um breve artigo sobre esse tema:
http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/rejeicao-machuca-tanto-quanto-dor-fisica-10403570

Agora que já está melhor contextualizado, vamos entender alguns motivos pelos quais sofremos com rejeições.

Por que sofremos com as rejeições?

A rejeição, assim como praticamente tudo em nossa vida, serve propósitos específicos. Há muito tempo atrás a necessidade de viver em comunidade era vital, pois ser banido de um grupo ou se isolar poderia significar “morte”.

Logo, nosso corpo precisava de mecanismos e artifícios para evitar essa separação de um grupo e, assim, garantir sobrevivência. Qual a melhor forma de se certificar que não cometamos um erro? Aparentemente a DOR é algo que fica em nossas memórias e faz com que pensemos muito bem antes de cometer/repetir algum erro.

Hoje em dia o isolamento ou a separação de um grupo não coloca nossa vida em risco tanto quanto antes, mas estamos falando de características evolutivas que se formaram por gerações! Nossos instintos, necessidade de sobreviver, procura de um parceiro(a), reflexos, etc já “vêm de fábrica” e o melhor a fazer é aceita-los e entender como funcionam.

O que “ser rejeitado” diz sobre você?

Agora que você sabe de onde vem a rejeição e qual o seu propósito, você pode e deve ficar mais tranquilo em relação a ela.

Sua inteligência emocional será crucial nessa parte. É normal associar a rejeição com “quem somos”. Pensamos coisas do tipo: “sou feio, sou um fracasso, não gostam de mim, sou horrível com mulheres, não sou atraente, não sei conversar”.

Ou então apelamos para o “se…”: “se eu fosse mais bonito, se eu tivesse mais dinheiro, se eu não tivesse dito aquilo, se eu não tivesse feito aquilo.”

O que esquecemos de pensar é que não podemos controlar o que os outros pensam ou dizem sobre nós. Podemos, de certa forma e com muitos limites, influenciar as pessoas e o melhor jeito de exercer essa influência é evoluir e trabalhar em nossas habilidades pessoais.

Tendo tudo isso em vista, ser rejeitado não necessariamente se traduz nos pensamentos negativos e destrutivos que vimos acima. Temos que entender e aceitar que não agradamos todas as pessoas do mundo e que não somos o tipo de todas as pessoas do mundo. Ainda, é válido dizer que nem sempre estamos em nossos melhores dias e cometemos erros que fazem com que os outros nos rejeitem.

O que fazer ao ser rejeitado

Mais uma vez apelo para sua inteligência emocional: não podemos controlar os outros (embora ter esse poder seria legal em muitas ocasiões rs), muito menos o que pensam sobre nós.

Ao ser rejeitado, mude sua atitude e não leve para o lado pessoal. Não é fácil, mas definitivamente é possível ter uma atitude muito mais positiva e construtiva do que ficar se lamentando e dando uma de vítima.

Exemplos de como você pode começar a encarar rejeições:

Considere um homem que acabou de ser rejeitado por uma mulher após ter tentado aproximação e interação com ela. Nossa mulher imaginária não teve interesse por nosso homem fictício e de alguma forma comunicou essa falta de interesse a ele. Veja o que esse homem decide pensar sobre a recém sofrida rejeição!

“Ela não se interessou por mim e esse é um direito dela. Eu sei quem sou e sei meu valor, logo o que ela pensa de mim não define quem sou como pessoa e como homem. Continuarei tentando e melhorando onde for possível e esse sim é quem sou!”

Ou ainda temos casos onde o homem cometeu algum erro ou falou algo que fez com que a mulher perdesse o interesse:

“Errei na parte X, Y, Z e como consequência ela perdeu o interesse. Agora sei que fazer X, Y, Z não é uma boa ideia. Lição aprendida. Bola pra frente!”

Que exemplo de homem (literalmente)!

Pode parecer bobo para muitos, mas essa simples mudança de atitude é muito poderosa. Essa mesma atitude separa os homens que têm mais sucesso com as mulheres dos que “não têm sorte” com elas. Apesar das rejeições que sofrem eles continuam fortes e continuam tentando, pois entendem (de maneira consciente ou não) que é uma questão de seguir em frente.


A pergunta é: da próxima vez que você for rejeitado (seja por uma mulher ou por um determinado grupo), você dará um de vítima e se remoerá em auto piedade, ou terá uma atitude mais positiva e seguirá em frente como um homem poderoso e dono da própria realidade?

A escolha, como sempre, é sua!

E você: já sofreu alguma rejeição diabolicamente maligna? Tem algum exemplo que pode ajudar/inspirar outras pessoas? Achou o artigo uma merda inútil? Deixe sua marca: participe!

Até a próxima e grande abraço!

P.S.: no mês passado fiz várias mudanças em minha vida (uma delas foi de endereço) e por isso demorei para lançar um novo artigo.


LIVRO – 83 SEGREDOS – Guia Prático de Atração e Evolução Pessoal

Chegar de tomar fora, de ficar sofrendo e de não saber o que fazer!
Agora você poderá acelerar seu sucesso com as mulheres e obter evolução pessoal.

Saiba mais: Livro – 83 SEGREDOS

 

Comentários

comentários

Sua opinião ou experiência é muito importante! Escreva aqui o que quiser! Você só precisa de um nome, o e-mail é opcional e jamais será revelado.